Alternativa para o aproveitamento Hidroelétrico da venda Nova (Rio Cabril)


Se quiser ver as fotografias no tamanho original, clique nelas.

 

Em alternativa à viagem até ao Aproveitamento, de carro, e até porque a estrada está cada vez mais em pior estado, aqui fica mais uma proposta para tomar uns bons banhos nas lagoas do aproveitamento. Esta proposta consiste em caminhada o que torna a atividade mais em consonância com os valores ambientais atuais.

 

aprove1   aprove2  
Panorama da Albufeira de Salamonde...  

... perspetiva da albufeira.

 

As antenas junto da casa da D. Maria.

 

O caminho é, como relata a versão original, até Xertelo pelos sítios habituais.

 As placas estão agora todas diferentes em relação às imagens da época mas, depois de passar Cabril, vá com atenção até ao cruzamento de Xertelo. Aí vire para a freguesia e logo a seguir dirija-se para o local das antenas.

 

   
Cruzeiro, vigiando...  

Pequeno bosque no início da caminhada...

 

O caminho faz-se... andando.

 

Pare o carro, estacione-o o melhor possível e não se esqueça que esse terreno é particular pelo que terá de ver se a D. Maria, a dona, não se importa. Provavelmente não, com duas condições: em primeiro lugar, recolher os espelhos do carro, não vá uma vaca ao passar levar à sua frente o dito espelho; por outro lado, comprar o seu delicioso mel produzido nas colmeias que pode visualizar junto às referidas antenas.

 Inicie o percurso passando pelo cruzeiro, contornando as antenas e embrenhando-se na serra pelo caminho da esquerda. Siga sempre a estrada principal em terra batida.

 

   
...  

O carvalho salvador (em dia de calor).

 

Vire à esquerda, comece a descer...

 

Aprecie o silêncio, a paisagem do Gerês e cumprimente os pastores que encontrar. São de uma simpatia sem igual.

 

   
Perspetiva dos dois caminhos.  

Ponte sobre a ribeira do Penedo.

 

A ribeira do Penedo.

 

Passado cerca de uma hora encontra a bifurcação da estrada descrita na outra alternativa. Aí vire à esquerda e continue.

Siga sempre em frente. É sempre a descer. Pare na ponte da Ribeira do Penedo. Aprecie a paisagem.

Do lado esquerdo da ponte veja o primeiro aproveitamento agora com uma perspetiva mais ecológica, pelo facto de ter feito todo este percurso a pé.

 

   
1.º aproveitamento.  

Outra perspetiva.

 

Surpreendentemente, o paredão de granito...

 

Em frente do caminho desça um pouco a berma, mas com muito cuidado, e aprecie a altura do paredão de granito à sua frente.

Retorne ao caminho. Está agora, por certo, a apreciar todo o vale à sua frente. Do lado direito, as Lajes dos Infernos, cada vez com mais vegetação depois dos incêndios dos últimos anos; do lado esquerdo, a Roca Alta e em frente a Terra Brava.

 

Delicioso panorama [pan (total) + orao (vista)].

Desça, descanse e aprecie.

 

aprove18    
As lagoas...  

Esta é a mais funda e a mais perigosa.

 

A descer...

 

 

   
...  

Retemperando as forças com um bom banho.

 

Entrada...

 

   
Apreciando...  

O túnel que traz a água do 1.º aproveitamento.

 

A primeira lagoa.

 

 O caminho de volta é pelo mesmo sítio. Veja bem onde tem de virar no entroncamento. Depois é só descer até Xertelo.

  aprove27  
Cá está a cascata do 1.º aproveitamento.  

Quase a chegar, de novo, a Xertelo...

 

O cruzeiro: ponto final.