À procura do azevinho perdido...


Estas e outras fotografias de "À procura do azevinho perdido..." no Google+... 


 

Se quiser ver as fotografias no tamanho original, clique nelas.

 

No Youtube...

 

No WIKILoc...

 

  

Hoje o dia estava quente. Muito quente. Decidimos ir ao Poço Azul, agora já revelado. Para variar o percurso, pensámos ir por Fafião. Assim pensámos, assim fizemos.

 

 

DSC00100 313x235   DSC00101 313x235   DSC00140 313x235
...    ...   

...

 

DSC00141 313x235    
...    ...   

...

 

Bom, o percurso que proponho é nada mais que um juntar de outros dois já descritos no “Já estive aqui...”. Esses percursos são o “Rio Arado e Vale do Teixeira” e “Estrada do Sarilhão”.

 

   
...    ...   

...

  

DSC00148 313x235    
...    ...    

...

 

Seguindo de Braga pela já conhecida E.N. 103, depois de passar o cruzamento para Póvoa do Lanhoso e, logo de seguida, o entroncamento de Amares, encontra, do lado esquerdo da estrada, um café com um amplo estacionamento onde pode tomar o “aquecimento” da manhã junto com um excelente café.

Curioso neste sítio é a completa coleção de miniaturas de garrafas de todo o mundo... Nós conhecemos este café como “O Benfiquista” porque quando começamos a frequentar este percurso, já vai para 10 anos de forma assídua, Onde estão as garrafas estavam muitos ícones do Benfica (Aqui há uma história curiosa: um amigo, colega destas andanças, assumidíssimo e ferrenho Portista, queria pagar a despesa com o “cartão multibanco” – claro que era o cartão de sócio do FCPorto. Evidentemente que este era apenas o pretexto para fazer saber que a casa tinha ali um cliente de outro clube. O que é certo é que o empregado não se desfez e muito calmo exclamou: “- Não aceitamos pagamento por multibanco!”)

 

    DSC00154 313x235
...    ...   

...

 

   
...      ...   

...

 

Quando chegar ao cruzamento da E.N. referida com a estrada para as Caldas do Gerês vire à esquerda em direção a esta última localidade. Entre na estrada com uma paisagem soberba sobre a albufeira da Caniçada. Contemple-a e esqueça o resto.

 

    DSC00161 313x235
...    ...   

...

 

   
...    ...   

...

 

Vai passar a ponte sobre a mesma albufeira e depois de chegar à rotunda siga em direção ao S. Bento da Porta Aberta.

Passe pela igreja do Santo e siga em direção ao Campo do Gerês. Tome, então, o caminho da Barragem de Vilarinho da Furna até ao cruzamento que o levará até à mata de Albergaria.

Entre pela terra batida (se não estiver em mau estado) observe com atenção as espécies vegetais pois elas são de uma grande variedade e beleza.

Mais ou menos a meio do percurso encontra, do lado esquerdo, uma grande mancha desta espécie com muitos frutos. Não corte pois trata-se de uma espécie protegida por lei e a G.N.R. e os Guardas Florestais estão sempre atentos a todos os movimentos dos carros.

 

   
...    ...   

...

 

   
...    ...   

...

 

Siga então pelo resto da estrada até chegar ao alcatrão. Aqui vire à direita em direção às Caldas do Gerês.

 

   
...    ...   

...

 

   
...    ...   

...

 

Quando chegar à estrada em empedrado, onde existem umas mesas para merendas, vire à esquerda seguindo por outra estrada de terra batida que o vai conduzir até ao cruzamento da Pedra Bela.

Se virar à direita vai visitar este monumento paisagístico e Hino à natureza. Se seguir em frente, e depois de passar por uma floresta densa de pinheiro manso, vai ter ao entroncamento que vem da Ermida.

Se seguir em frente vai seguir o rio Arado até à ponte.

Pode parar pelo caminho para reabastecer-se de água que lhe poderá fazer imenso jeito, mesmo no inverno.

 

  DSC00180 313x235  
...    ...   

...

 

   
...    ...   

...

 

Deixe aqui o carro e não precisa de ligar o alarme porque mesmo que ele toque ninguém vai ouvir e não a(o) estou a ver a descer os montes a correr...

 

  DSC00191 313x235   DSC00192 313x235
...    ...   

...

 

DSC00193 313x235   DSC00196 313x235   DSC00198 313x235
...    ...   

...

 

Suba pelas escadas até ao miradouro para poder contemplar a Cascata do Arado e, se quiser, registar para a posteridade a sua presença aqui.

Seguindo o caminho, suba o monte até ao alto e chega a um pequeno planalto onde existe uma grande rocha de granito. Descanse... Ao fundo, o tal rio que tem a sua foz no Arado.

 

DSC00199 313x235   DSC00200 313x235   DSC00201 313x235
...    ...   

...

 

DSC00202 313x235   DSC00203 313x235  
...      ...   

...

 

Seguindo o caminho dos pastores, isto é, em frente, suba o monte e quando avistar um cedro de grande porte ao lado esquerdo, desça por aí até chegar de novo ao rio Arado. Suba, então, o rio até deparar com a primeira lagoa. Pare e tome banho neste espelho de águas límpidas se levar o fato de mergulho. Se não, esqueça.

 

   
...    ...   

...

  

  DSC00218 313x235  
...      ...   

...

 

A profundidade é de cerca de 5 metros na parte mais funda, mas com uma excelente visibilidade. Depois dirija-se pela subida da esquerda, desviando-se um pouco do rio. Se quiser segui-lo terá de molhar os pés.

 

   
...    ...   

...

 

   
...    ...   

...

 

Pode, por aqui, observar muitas árvores de azevinho na escarpa que se pode ver do lado direito. Tire fotos, aprecie mas não tente tirar nada pelas razões já avançadas.

 

  DSC00230 313x235  
...    ...   

...

 

Volte pelo mesmo caminho porque o tempo não dá para mais.

 

   
...    ...   

...

 

         Já no carro, vire para trás até chegar ao primeiro entroncamento. Aí vire para a Ermida e faça esse percurso para regressar ao Porto.

 

DSC00236 313x235    
...    ...   

...

 

DSC00248 313x235   DSC00249 313x235   DSC00250 313x235
...    ...   

...

 

DSC00258 313x235   DSC00259 313x235   DSC00260 313x235

...

   ...   

...

 

DSC00261 313x235   DSC00262 313x235   DSC00263 313x235
...    ...   

...

 

DSC00264 313x235   DSC00265 313x235   DSC00266 313x235
...    ...   

...

 

DSC00267 313x235   DSC00270 313x235   DSC00273 313x235
...    ...   

...